Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Variação no preço de medicamentos genéricos em Campinas chega a mais de 2.000%

Uma pesquisa realizada pelo Procon de Campinas, em parceria com a Fundação Procon do Estado de São Paulo, identificou a diferença de preços entre medicamentos genéricos na cidade. Dependendo dos remédios, a variação pode chegar a 2.258,82%.

Ainda segundo o Procon de Campinas, entre os medicamentos de referência, a maior variação encontrada foi de 79,23%. O medicamento genérico com maior diferença encontrada na pesquisa foi o Hidroclorotiazida e, de referência, o Amoxil.

Os dados foram divulgados pelo Procon de Campinas na última terça-feira (13).

A pesquisa envolveu nove drogarias em Campinas. Foram pesquisados, nestes locais, 58 medicamentos entre os dias 22 e 23 de julho deste ano. O estudo revelou também o percentual de abastecimento e o número de itens, por estabelecimento, com preços menores ou iguais aos preços médios praticados.

Segundo o assessor do Procon de Campinas, Francisco Togni, a atual política de mercado explica a variação nos preços praticada pelos estabelecimentos da cidade.

Ainda de acordo com o assessor do Procon, não foram identificadas irregularidades aplicadas contra o consumidor, apesar da alta variação nos preços dos medicamentos em Campinas.

Por fim, Francisco Togni reforçou a importância das pessoas se prepararem antes de comprar qualquer tipo de medicamento.

Os preços dos medicamentos necessitam de aprovação da CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos), sendo que os reajustes ocorrem anualmente.

Mais informações sobre a pesquisa podem ser obtidas no site do Procon de Campinas no site: www.procon.campinas.sp.gov.br.

Imagem: EBC

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Visão Geral