Rádio Brasil Campinas | AM 1270

Por Luiz Felipe Leite

Venda do Campo da Mogiana mobiliza vereadores de Campinas; Prefeitura não descarta assumir administração do local

O Centro Recreativo e Esportivo de Campinas Doutor Horácio Antônio da Costa, conhecido também como Estádio Cerecamp, entrou para a memória da população como Campo da Mogiana, desativado desde 2009.

Construído em 1940 e localizado no Jardim Guanabara, chegou a receber jogos oficiais de Ponte Preta e Guarani, quando o Moisés Lucarelli e o Brinco de Ouro ainda não existiam. O complexo, que inclui o campo, faz parte de um conjunto de imóveis da antiga Companhia Mogiana de Estrada de Ferro, incluindo a Estação Guanabara e as 20 casas da Vila Operária.

O local foi sede de jogos do Esporte Clube Mogiana, que disputou as divisões de acesso do Campeonato Paulista de Futebol, que encerrou as atividades na década de 1950. Anos depois foi utilizado para partidas oficiais do Campinas FC, até o ano da desativação do estádio por questões de segurança. É o que lembra o apresentador do Brasil Esporte Clube, Prado Junior.

A existência do Campo da Mogiana, no entanto, está sendo discutida. Um projeto de lei em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo quer permitir a venda do local.

Na justificativa enviada aos deputados estaduais, o governador em exercício, Rodrigo Garcia (DEM), alegou que as instalações estão em condições precárias.

O caso está sendo discutido em Campinas na Câmara de Vereadores. Uma comissão foi criada para levar propostas alternativas ao Governo de São Paulo.

Segundo o vereador Gustavo Petta (PCdoB), que vai presidir a comissão, o estádio é um patrimônio da história esportiva de Campinas.

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), foi questionado pela reportagem sobre o assunto. Ele não descartou ajuda do Município, mas deixou claro que a Administração Municipal não irá assumir nenhum custo financeiro com a iniciativa.

O projeto que pode permitir a venda do Campo da Mogiana está sendo analisado pelas comissões da Assembleia Legislativa. Ainda não há estimativas de quando deverá ser votado.

Imagem: Carlos Bassan

Deixe o seu comentário

* campos obrigatórios.

Consagração a Nossa Senhora Aparecida