Ao vivo

notícias

8 de janeiro de 2024

Pesquisa mapeia tamanho da população em situação de rua em Campinas

Levantamento conduzido pelo Observatório Nacional dos Direitos Humanos compilou dados federais e dividiu em recortes regionais

ouça a notícia

De acordo com um levantamento divulgado pelo Observatório Nacional dos Direitos Humanos (ObservaDH), existiam 4.237 pessoas em situação de rua nas 20 cidades que integram a Região Metropolitana de Campinas (RMC).

Em 2022, o número de pessoas em situação de rua era de 3.857, o que significa um aumento de 380 pessoas, ou cerca de 10%.

Ainda segundo os dados divulgados, a população é majoritariamente masculina, entre 30 e 49 anos e em sua maioria, chegaram as ruas após problemas familiares, seguido do desemprego após a pandemia e o alcoolismo.

Os número divulgados pelo Observatório foram baseados no Cadastro Único Nacional, lançado pelo Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania para permitir ao governo saber quem são e como vivem as famílias de baixa renda do Brasil.

O estudo também revelou que Campinas está entre as 10 cidades com maior número de pessoas nestas condições, com 2.324, que representa 1,1% da população de rua do país.

A cidade de São Paulo é quem lidera o ranking, com 54.812 pessoas e 25% de toda a população de rua do Brasil.

Os dados também revelaram que 60% das pessoas cadastradas estão nessa situação há menos de 2 anos e apenas 12% está há mais de 10 anos.

O levantamento também evidencia que o número de pessoas sem residência formal no Brasil, cresceu de 116.799 em 2018, para 221.113 em julho de 2023.

Os números do Observatório Nacional dos Direitos Humanos divergem em relação dados oficiais da cidade de Campinas.

De acordo com o último balanço divulgado pela prefeitura, em julho de 2021, foram identificadas 923 pessoas vivendo em situação de rua, uma diferença de quase 1.300 pessoas.

 

Fotografia: Fernando Frazão / Agência Brasil


Leia e ouça também:

Henrique Alves

Henrique Alves

Estagiário

Henrique Alves

Henrique Alves

Estagiário

Compartilhe essa matéria